O mundo desabou

17 de fev de 2015

0 COMENTÁRIOS Links para esta postagem  

Mais, uma vez o mundo me desabou em cima, é como se me tivessem tirado o chao debaixo dos pes...
Neste momento questiono me de como conseguirei eu agora dar a volta por cima..
Talvez não consiga ou talvez sim...
O tempo há de me ajudar...
Uma coisa tenho certeza, desta vez não serei eu a ceder, interiorizo que não posso mais me humilhar a esse ponto, não serei eu aagarrar o telemóvel... Não serei  eu a pedir novamente desculpas ...  Não vou correr mais atrás...  Mesmo ferida e dorida,  eu sei que desta vez, e  pela primeira vez em muito tempo...  Eu... Eu vou conseguir...
Eu vou dar a volta por cima,
Se perdi...???  Perdi...  Mas perdeste mais tu!
Não sou feliz.... Palavras tuas,
Mas vou tratar de o ser, pra já  ,vou gostar muito mais de mim, penso que seja esta a fórmula da minha felicidade!
Quanto a ti.... Trata também de ti,faz contigo o que não soubeste fazer comigo.
Angela Gomes

2015....

2 de jan de 2015

0 COMENTÁRIOS Links para esta postagem  

Tenho escrito em papel um punhado de metas que fiz no ano passado, e aposto que não alcancei nem a metade. Tenho uma agenda que foi escrita até a metade do ano, com todos os meus sonhos e derrotas mas que foi largada pelo meio. Tenho um montão de momentos tristes, mais alguns poucos momentos que fizeram os tristes se apagarem um pouco. Mais um ano se passou e eu ainda continuo a mesma. Com o mesmo coração bobo e cheio de mazelas, com um sorriso largo no rosto e muito mais sonhos que cada vez mais ficam, mais e mais altos. Quero que as coisas que tem que ir embora, vão logo. E as que tiverem que vir, cheguem logo. Sei que não adianta, ainda vão arrancar mais algumas lágrimas de mim, mas acho que no pacote da vida isso vem de bônus não é mesmo?
Não quero esperar por mais nada , Porque quando se espera  automaticamente se cria expectativas , e nem todas são correspondidas. Afinal, dizem por ai que as melhores coisas acontecem quando nao se está esperando por elas, e vou tentar colocar isso em prática. Talvez essa seja a coisa que eu não esteja enxergando. Olha ai o tal do talvez de novo. É tenho que começar a tirar esse tal de talvez do meu vocabulário. É simplesmente isso, não quero esperar nada de nada que vai acontecer.  Acho que vou ficar melhor pensando assim, afinal tem tanta coisa que eu quero realizar e aprender ainda. Chega de esperar pelas coisas certas, pela tal de sorte, e pelo destino. Se as coisas tiverem que dar errado, elas vão dar mesmo não importa o que aconteça. Vou ficar com o pensamento de que  as coisas podem funcionar assim. Sem esperar nada, mas ainda vou manter meu sonhos dentro de mim, afinal eu preciso de algo pelo qual lutar.
Vou fechar os olhos e soltar um dane-se que acho que está preso dentro de mim há muito tempo querendo sair. Vou gritar bem alto e dessa vez não vou me preocupar com o que vão pensar. Tá na hora de seguir meu coração, e me sentir feliz comigo mesma, só fazendo o que me importa. Está na hora de me libertar de alguma forma, e tenho 365 dias de um ano novinho em folha para lembrar de todas essas palavras e me deixar sentir realmente as coisas como ela são, sem medos, sem planos, sem pressão e sem regras e sem julgamentos. 2015 é pra viver momento a momento saborear cada dia, como se fosse o ultimo!

A vida só se dá pra quem se deu. É preciso tentar.

22 de fev de 2014


Minha solidão não tem nada a ver com a presença ou ausência de pessoas… Detesto quem me rouba a solidão, sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia….”

Há dias que a saudade aperta ...

Há dias que a saudade aperta ...

e nos deparamos com lembranças, momentos que foram ótimos, pessoas que achamos que nunca vão sair de nossas vidas e que pra sempre estarão ali.
mas quando nos damos conta nao estao mais,ai instala se a dor da saudade como esta que estou sentindo agora.
que fazer nestes dias??? talvez o menos correto é descarregar em quem nem tem culpa,talvez o melhor mesmo é nem abrir a boca...ficar apenas na nossa curtir a estupidez da dita saudade e acreditar que amanha tudo vai passar

Ai que saudade que eu sinto de nós

Esse amor não tem jeito
Sentimento profundo
É uma doce loucura, saudade que dura uma eternidade
É viver na vontade de te ver novamente
Reviver nosso amor enfim, Ai que saudade que eu sinto de nós

Quando penso em dormir não consigo
Quando eu deito escuto a tua voz
Chamando me baixinho
Quando eu olho pro lado da cama não vejo nada
Ai como dói ficar sem ti
Esse amor já não dá pra esquecer
Tá no berço do meu coração
Um abismo profundo 
Um vazio em meu peito,de tanta paixão

INSTANTE

11 de jun de 2011

0 COMENTÁRIOS Links para esta postagem  


O que seria uma fuga
Se meu coração não me seguiria.
O que adianta as
lágrimas
Se não consigo mais te ver.
Procuro meus sonhos
Os quais o
tempo me levou,
Mas encontro apenas este instante
Aonde meus olhos apenas
vêm o vazio.
Meu corpo sente o frio,
Meus pensamentos são bagunçados pelas
estações.
A voz do tempo
Murmura ao meu ouvido
Que a vida não pode se
prender a uma única estação.
Vento sopra,
Vestígios de lembranças
Deixa
o sabor de cada instante.
São desertos de saudade
Que cobrem meu
existir,
Um oceano de lembranças,
Por onde navega minha solitária
mente.
Os pensamentos inquietam
Ao ver estrelas brilhantes em um outro
olhar.
Talvez seja a esperança
De um dia em outros olhos
Encontrar uma nova estaçao!!!

DESTINOS

0 COMENTÁRIOS Links para esta postagem  

Destinos que se cruzam por tantas coisas a dizer,
Se na lembrança ficará isso eu não posso saber.
Entre lágrimas e sorrisos por um bem querer,
Destinos que se cruzam por um caminho a percorrer
Por maior que seja a distância, nunca mais vou te esquecer...
Arrisco um sorriso e imagino que podera ser para sempre.
Olho para os lados e vejo que não estou só,
Carrego na mente que a vida pode ser bela,
E vale pela esperança de encontrar o que está perdido,
E aquilo que procuramos, sem saber bem o que é,
Mas que sempre estarei tentando, pois viver apenas por viver,
Não tem graça nenhuma sem ti...

ACREDITO

Que viver intensamente cada momento,
é o que nos faz crescer, e fazer com que
nada seja
tão pequeno, que não nos faça aprender algo
Acredito em tudo que
nos possa fazer bem,
independente de credo ou religião, por isso,
acredito
que nosso amor, nasce novamente a cada dia,
e renova todos os
sentidos!
Acredito na força de um olhar, na força das palavras,
da paixão, coração, verdade, espírito, corpo e mente,
Acredito na ação, destino, passado
ou realidade,
como a água que flui, escorre, nascente em ser,
cria e se
mostra, presente, como o nosso amor,
que adormece, desperta, acende,
incendeia, arde, transforma,
Amor entre tantos amores!
Sem guerra, se
unindo, um só
Simples e supremo entre essas palavras,
para confundir ou
sentir...
Abri minha alma e me mostro para aquele que amo...
Que Deus
continue nos agraciando com
a felicidade e o dom de amar...

REENCONTRO

0 COMENTÁRIOS Links para esta postagem  

E chega o anoitecer.
E com ele vem a esperança,
distância,
que nos separa do amor.
sonhos;
escuridão;
solidão;
desencontro...
O nosso desencontro...
Mas a luz de nosso olhar,
olhar dos que se amam,
reacende nossa paixão,
amor
Sonhemos pois,
amor.
Vivamos sem culpa...
Sem culpa por nos amarmos.
Vivamos sem medo...
Sem medo de nos reencontrarmos.

Devaneio

22 de jan de 2011

0 COMENTÁRIOS Links para esta postagem  


Não sei porque
repentinamente meu coração ficou mergulhado na sombra da tristeza...
É talvez efeito da solidão,
respondeu-me a voz da razão .
Eu já estive solitária,
mas jamais triste como agora.
Olho a noite embalsamada de perfumes primaveris
e fico sem compreender a razão do ser desta melancolia.
Tudo é belo,
o por do sol,
depois o luar cor de prata,
a noite transparente e azul...
Tu estás presente em tudo,
no luar cintilante que hoje me parece tão triste...
No sussurro da brisa que toca levemente os meus cabelos com suas mãos de sonhos...
Nas estrelas que piscam silenciosamente no céu...
Agora compreendo porque estou triste...
Tu está em toda parte,
mas não estás ao meu lado,
apesar de estares dentro de mim...
Minha alma tem frio e meu coração pulsa fortemente inquieto...
como se estivesse desfalecendo...
Se apagando aos poucos,
como todos os Sóis de minhas tardes sem ti...
Morrendo de mansinho...
como o riacho que se vai...
Ficando mudo...
como a música que termina....
Mas, o sonho retorna como o som que recomeça...
Como o novo sol,
de um novo dia...
A esperança volta...
E com ela o desejo doido...
de te ver....
de te sentir!!!

ANGERLA GOMES

Amigos do Blog