INSTANTE

11 de jun de 2011

 


O que seria uma fuga
Se meu coração não me seguiria.
O que adianta as
lágrimas
Se não consigo mais te ver.
Procuro meus sonhos
Os quais o
tempo me levou,
Mas encontro apenas este instante
Aonde meus olhos apenas
vêm o vazio.
Meu corpo sente o frio,
Meus pensamentos são bagunçados pelas
estações.
A voz do tempo
Murmura ao meu ouvido
Que a vida não pode se
prender a uma única estação.
Vento sopra,
Vestígios de lembranças
Deixa
o sabor de cada instante.
São desertos de saudade
Que cobrem meu
existir,
Um oceano de lembranças,
Por onde navega minha solitária
mente.
Os pensamentos inquietam
Ao ver estrelas brilhantes em um outro
olhar.
Talvez seja a esperança
De um dia em outros olhos
Encontrar uma nova estaçao!!!

0 COMENTÁRIOS:

Amigos do Blog