Insanidade

22 de jan de 2011

 


Que veneno é esse,
Que corre nas minhas veias,
A reabrir feridas,
A me cobrir de mentiras,
Rosa da loucura,
Que perfuma,
Meu corpo com a pureza,
Da insanidade,
A me fazer contrariar a verdade,
Quem és?
Que me enfeitiças,
Que atiras fogo no meu coração gelado,
Fazes-me testar o que é certo e é errado,
Esvais-te,
Em meio da escuridão de meus olhos,
Entras pelas brejas do meu coração partido,
Abraças minha alma,
Deixas queimar,
Meus sonhos,
Minha vida,
A escorrer em perigo dessa estrada.
Estrada essa que insisto em perseguir!!!

ANGELA GOMES

1 COMENTÁRIOS:

Anônimo disse...

BOA TARDE, COMO EU TE ENTENDO AMIGA.
TAMBEM SOFRO EM SILENCIO.
ESTIVE CASADO 5 ANOS COM O AMOR DA MINHA VIDA, DEIXOU-ME.
AGORA VIM A DESCOBRIR QUE SE CASOU COMIGO PRA SE VINGAR DE ALGUEM QUE NAO A QUIZ.
FORÇA.
http://pensamentos-ilusoes.blogs.sapo.pt/

Amigos do Blog